Mandato Coletivo 1313

Blog do coletivo do mandato do dep. fed. Dr. Rosinha (PT-PR)

Archive for the ‘Mídia’ Category

Dr. Rosinha nas redes sociais: Acompanhe o mandato em tempo real

leave a comment »

www.twitter.com/DrRosinha


www.twitter.com/Rosinha1313 (da campanha)

www.youtube.com/drrosinha

www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=4547366

www.facebook.com/pages/Dr-Rosinha-Deputado-Federal-PTPR/348270344688

www.formspring.me/drrosinha

https://mandatocoletivo.wordpress.com

Anúncios

Written by Fernando César Oliveira

06/07/2010 at 19:08

Publicado em Mídia, Redes sociais

Tagged with

Sindicato repudia e CPI investigará agressão de vereador do DEM contra jornalista no MT

leave a comment »

DO BLOG DO SINDJOR-MT (em 28.jun.2010)

O vereador Lourivaldo Rodrigues de Moraes (do DEM de Pontes e Lacerda), conhecido como Kirrarinha, agrediu com um tapa na cara a repórter Márcia Pache, da TV Centro Oeste (afiliada do SBT naquela cidade). A agressão aconteceu, hoje, dia 28 de junho, por volta das 11 horas, quando ele saía do CISC, onde foi formalmente indiciado por esbulho possessório e denunciação caluniosa.

Márcia, que acompanhou o inquérito, o aguardava para uma entrevista. Ao ser agredida, a repórter caiu e bateu com a cabeça no chão. Em seguida, rapidamente levantou-se e questionou o parlamentar. “Eu estou trabalhando, vereador. O senhor não tem vergonha pelo que acabou de fazer?”

Márcia, que trabalha há 15 anos com jornalismo no interior de Mato Grosso, fará amanhã exame de corpo delito e vai processá-lo. Continue lendo »

Written by Fernando César Oliveira

06/07/2010 at 09:02

Em editorial, revista ‘CartaCapital’ explica porque apoia Dilma na eleição presidencial

with one comment

Por que apoiamos Dilma?

Resposta simples: porque escolhemos a candidatura melhor

DA CARTA CAPITAL

Guerrilheira, há quem diga, para definir Dilma Rousseff. Negativamente, está claro. A verdade factual é outra, talvez a jovem Dilma tenha pensado em pegar em armas, mas nunca chegou a tanto. A questão também é outra: CartaCapital respeita, louva e admira quem se opôs à ditadura e, portanto, enfrentou riscos vertiginosos, desde a censura e a prisão sem mandado, quando não o sequestro por janízaros à paisana, até a tortura e a morte.

O cidadão e a cidadã que se precipitam naquela definição da candidata de Lula ou não perdem a oportunidade de exibir sua ignorância da história do País, ou têm saudades da ditadura. Quem sabe estivessem na Marcha da Família, com Deus e pela Liberdade há 46 anos, ou apreciem organizar manifestação similar nos dias de hoje.

De todo modo, não é apenas por causa deste destemido passado de Dilma Rousseff que CartaCapital declara aqui e agora apoio à sua candidatura. Vale acentuar que neste mesmo espaço previmos a escolha do presidente da República ainda antes da sua reeleição, quando José Dirceu saiu da chefia da Casa Civil e a então ministra de Minas e Energia o substituiu.

E aqui, em ocasiões diversas, esclareceuse o porquê da previsão: a competência, a seriedade, a personalidade e a lealdade a Lula daquela que viria a ser candidata. Essas inegáveis qualidades foram ainda mais evidentes na Casa Civil, onde os alcances do titular naturalmente se expandem.

E pesam sobre a decisão de CartaCapital. Em Dilma Rousseff enxergamos sem a necessidade de binóculo a continuidade de um governo vitorioso e do governante mais popular da história do Brasil. Com largos méritos, que em parte transcendem a nítida e decisiva identificação entre o presidente e seu povo. Ninguém como Lula soube valerse das potencialidades gigantescas do País e vulgarizá-las com a retórica mais adequada, sem esquecer um suave toque de senso de humor sempre que as circunstâncias o permitissem.

Sem ter ofendido e perseguido os privilegiados, a despeito dos vaticínios de alguns entre eles, e da mídia praticamente em peso, quanto às consequências de um governo que profetizaram milenarista, Lula deixa a Presidência com o País a atingir índices de crescimento quase chineses e a diminuição do abismo que separa minoria de maioria. Dono de uma política exterior de todo independente e de um prestígio internacional sem precedentes. Neste final de mandato, vinga o talento de um estrategista político finíssimo. E a eleição caminha para o plebiscito que a oposição se achava em condições de evitar. Continue lendo »

Written by Fernando César Oliveira

03/07/2010 at 16:50

Publicado em Dilma, Eleições 2010, Mídia

Tagged with , ,

Além do Cidadao Kane, documentário de 1993 sobre a Rede Globo

leave a comment »

Além do Cidadão Kane é um documentário produzido pela BBC de Londres – proibido no Brasil desde a estreia, em 1993, por decisão judicial – que trata das relações sombrias entre a Rede Globo de Televisão, na pessoa de Roberto Marinho, com o cenário político brasileiro. – Os cortes e manipulações efetuados na edição do último debate entre Luiz Inácio da Silva e Fernando Collor de Mello, que influenciaram a eleição de 1989. – Apoio a ditadura militar e censura a artistas, como Chico Buarque que por anos foi proibido de ter seu nome divulgado na emissora. – Criação de mitos culturalmente questionáveis, veiculação de notícias frívolas e alienação humana. – Depoimentos de Leonel Brizola, Chico Buarque, Washington Olivetto, entre outros jornalistas, historiadores e estudiosos da sociedade brasileira. “Todo brasileiro deveria ver Além do Cidadão Kane”

Written by Fernando César Oliveira

02/07/2010 at 13:58

Publicado em Mídia, Vídeos

Tagged with ,

Dilma critica novo factóide da Folha de S.Paulo: ‘Não podemos aceitar acusações sem provas’

leave a comment »

Trecho da participação de Dilma Roussef, candidata do PT à Presidência da República, no programa “Roda Viva”, da TV Cultura, exibido em 28 de junho de 2010.

TRANSCRIÇÃO:

Sérgio Dávila – A senhora encomendou, a senhora sabia da existência desse dossiê?

Dilma Rousseff – Se há dossiê, porque até hoje eu não vi papel nenhum, não foi pela minha campanha, foi produzidoem outras circunstâncias. […] Isso que se chamava dossiê era uma reportagem investigativa patrocinada pelo jornal Estado de Minas há dois anos […] Não somos responsáveis pelo que faz uma empresa. Não somos os únicos clientes [da empresa]. […] Não podemos aceitar acusações sem provas. Quem acusa é quem prova . […] Vocês provaram isso? É importante que o jornal (Folha) traga essas provas a público. […] Enquanto não mostrar as provas, é uma acusação infundada.

Outros vídeos do mandato no Youtube

Written by Fernando César Oliveira

29/06/2010 at 08:37

Publicado em Dilma, Mídia, Vídeos

Tagged with ,

Em nota, mandato critica ONG Transparência Brasil por omitir resolução em levantamento sobre assiduidade

leave a comment »

O coletivo do mandato do deputado federal Dr. Rosinha (PT-PR) enviou na manhã desta quarta-feira (16/6), por e-mail, uma nota de esclarecimento ao jornalista Rogério Galindo, da “Gazeta do Povo”, que publicou em seu blog “Caixa Zero” uma postagem que cita o parlamentar petista.

“Três deputados federais do Paraná teriam ‘estourado’ o limite de faltas caso a Câmara fizesse controle tão rígido quanto o de uma escola. Segundo a Transparência Brasil, que fez o levantamento, ‘teriam reprovado por faltas'”, diz trecho da postagem, intitulada “Três deputados “estouram” em faltas“.  Matéria similar foi publicada pelo site de notícias “Jornale“, a quem também enviamos a resposta.

Abaixo, a íntegra da nota enviada pelo coletivo do mandato.

Caro jornalista Rogério Galindo,

A respeito de postagem publicada em seu blog nesta quarta-feira (16/6), o mandato do deputado federal Dr. Rosinha (PT-PR) esclarece que:

1) O levantamento da ONG Transparência Brasil ignora a resolução 1/2007 do Congresso Nacional, que, em seu artigo 14, parágrafo segundo, estabelece o seguinte: “O registro da presença dos membros da Representação Brasileira nas reuniões no Parlamento do Mercosul terá efeito equivalente ao comparecimento às Sessões Deliberativas da respectiva Casa e do Congresso Nacional”.

2) Mais de 92% das “ausências” citadas pela ONG foram devidamente justificadas. E a quase totalidade delas, amparadas no texto de tal resolução, se dá pela simples impossibilidade de o deputado estar, ao mesmo tempo, em dois compromissos simultâneos, em Brasília e em Montevidéu –cidade que sedia o Parlamento do Mercosul (Parlasul). Essa omissão por parte da Transparência Brasil faz com que nosso mandato cogite inclusive a possibilidade de acionar a ONG na Justiça, para que deixe de praticá-la e passe a informar corretamente a sociedade e os veículos de imprensa.

3) Além de integrar o parlamento do bloco sul-americano, Dr. Rosinha é o único congressista brasileiro que acompanhou, desde o seu início, todo o processo de criação do novo órgão, que começou a funcionar efetivamente em maio de 2007, após a assinatura de protoloco por todos os países do Mercosul. Dr. Rosinha foi também o primeiro e único presidente brasileiro da instituição, relator de seu regimento interno, membro da Mesa Diretora, chefe de delegação de observadores eleitorais na Bolívia e autor, entre outras propostas, do projeto que trata da divisão proporcional entre as bancadas dos diversos países. Não são tarefas simples. Ao contrário. São tarefas fundamentais para a política externa brasileira e para a integração regional, por vezes inclusive mais desgastantes do que o próprio dia-a-dia do Congresso, em Brasília.

4) Nos últimos anos, Dr. Rosinha enfrentou ainda alguns problemas de saúde em sua família, inclusive de sua mãe, a quem precisou dedicar tempo integral durante internamento hospitalar que durou algumas semanas.

5) Por fim, registramos que a cobertura feita pela mídia acerca do comportamento de parlamentares é algo necessário e relevante. Mas essa cobertura não deve ser feita de forma descontextualizada, sem considerar justas motivações individuais ou compromissos institucionais como o do Brasil com o Mercosul. Nosso mandato defende um Legislativo atuante. E historicamente lutou pela transparência de todas as instâncias do poder público.

Respeitosamente,

Coletivo do mandato de Dr. Rosinha, médico pediatra, servidor público, deputado federal (PT-PR) e integrante do Parlamento do Mercosul (Parlasul)

PS – Seguem links com documentos e esclarecimentos adicionais.

Íntegra da resolução 1/2007 do Congresso Nacional

Limitações da mídia em sua cobertura do Congresso (artigo de Dr. Rosinha relacionado ao assunto)

Prestando Contas (2007-2010) – publicação do mandato de Dr. Rosinha (em pdf)

Written by Fernando César Oliveira

16/06/2010 at 11:14

Presidente da ABGLT aponta preconceito, desinformação e machismo em fala de Alexandre Garcia na CBN

leave a comment »

Presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis divulgou neste sábado (8/5) uma carta-aberta em que critica o jornalista Alexandre Garcia, da TV Globo e da rádio CBN.

Em comentário veiculado pela rede de rádio, Garcia afirma, entre outros absurdos, o seguinte: “O Ministério da Saúde está estimulando agora a pessoa com HIV a engravidar. Eu duvido que o Ministério da Saúde vá fazer uma ‘cesária’ pela terceira vez em uma mulher com HIV e respingar sangue nele para ver o que vai acontecer. É uma maluquice, estão fazendo brincadeira com a saúde […]”

O jornalista Alexandre Garcia

Ao que Reis responde: “Com acesso à atenção médica e medicação durante a gravidez e o parto e no período pós-parto, as mulheres HIV positivas podem engravidar e ter filhos HIV negativos. A aids é uma doença crônica que hoje tem tratamento e é um direito das mulheres HIV positivas que assim querem ter filhos. O direito à maternidade deve ser para todas as mulheres, inclusive as mulheres HIV positivas.”

Leia também nota do Departamento de DST e Aids do Ministério da Saúde

No documento, o militante do movimento gay observa que o artigo 2º do Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros estabelece que “a divulgação de informação, precisa e correta, é dever dos meios de comunicação pública.” Continue lendo »

Written by Fernando César Oliveira

08/05/2010 at 15:35

Publicado em Mídia

Tagged with